A Trajetória de Vida do Sílvio Santos

Existem pessoas que chegam ao topo e forma fácil, nascendo em berço de ouro e fazendo esforços mínimos para chegar no estágio mais alto do sucesso. Outras, que não tiveram os privilégios de muitas, trabalharam a vida inteira para conseguir chegar lá. Este fi o caso do apresentador Sílvio Santos que foi desde um simplório camelô até um dos homens mais ricos do Brasil. Hoje em dia, a celebridade é uma das mais bem pagas da televisão e possui inúmeros programas que fizeram a fama em uma grande emissora do Brasil! Conheça a história de Silvio Santos aqui neste artigo.

Na juventude

Silvio Santos nasceu em um bairro da Lapa, no mesmo local onde seus pais moraram a vida inteiro. Seu pai, grego, tinha muitos costumes diferentes dos brasileiros em geral. Foi dai, que o atual apresentador tirou forças para se tonar a celebridade que é atualmente. Além dele e dos pais, Silvio vivia também com seus outros 5 irmãos: Beatriz, Perla, Sara, Leon e Henrique.

Aos 14 anos, Silvio Santo já trabalhava no centro da cidade de camelô, entre a famosa  Avenida Rio Branco e a Rua Sete de Setembro, conhecidas em todo o Rio de Janeiro. Seu irmão e um amigo ficavam de vigia, observando quando que a polícia viria fazer o rapa dos trabalhadores ambulantes, que naquela época era bastante frequente. Sua banquinha de camelô só ficava aberta enquanto um policial da área almoçava e assim, não havia riscos da autoridade retirar o seu trabalho. Por isso, Silvio acabava trabalhando apenas 45 minutos por dia para ter o seu ganha pão diário.

Começo de Carreira

O principal produto vendido pelo atual apresentador em suas banquinhas de camelô eram capas para título de eleitor. Na época, o Brasil passava por um processo de redemocratização após a Ditadura Militar. Por isso, o produto era bastante comercializado entre vendedores ambulantes.

Em um dia qualquer de trabalho, um fiscal de posturas da prefeitura do Rio de Janeiro viu na voz de Silvio Santos um verdadeiro começo para o sucesso. Assim, o atual apresentador foi convidado a faze rum teste na atual Rádio Bandeirantes, na capital carioca. Silvio ficou em primeiro lugar no teste, mas viu que a vida de camelô lhe rendia mais dinheiro.

Aos 18 anos de idade, Silvio serviu ao exército como paraquedista. Assim, não podia mais continuar a sua vida de camelô. Foi nesta época que o atual apresentador resolveu virar um verdadeiro radialista (locutor), trabalhando dessa vez, na cidade de Niterói.

Trabalhando nas Barcas

Em seu trajeto de volta para o Rio de Janeiro, após mais um dia de trabalho, Silvio Santos percebeu a monotonia durante a viagem. Com isso, o apresentador e atual milionário teve uma ideia brilhante: montou um serviço de alto-falantes dentro da embarcação. Quando havia intervalo nas músicas que tocavam por lá, Silvio anunciava seu produtos em pleno caminho Rio-Niterói.

Já nas barcas que iriam para Paquetá, Silvio também fez sucesso com seus serviços. Os viajantes faziam filas no bebedouro da embarcação para matar a sede após dançar bastante ao som das músicas tocadas pelo atual apresentador. Com isso, Silvio acabou por fazer um acordo com a cervejaria Antártica e começou a vender bebidas durante o trajeto. Com a compra dos seus produtos, os clientes acabavam ganhando cartelas de bingo, onde concorriam a prêmios como jarros e quadros.

Indo para São Paulo

Após um acidente com as embarcações no Rio de Janeiro, que deixou o meio de transporte parado nos estaleiros, Silvio Santos acabou ficando sem poder exercer a função de vendedor ambulante nas Barcas. Assim, o diretos da fábrica da Antártica acabou convidando o apresentador para passar uns dias em São Paulo.

Chegando na famosa “Terra da Garoa”, Silvio iniciou mais um trabalho: Ficou conhecido nos bares da cidade como o “peru que fala”. Ele realizava caravanas nesses locais, fazendo sorteios e distribuindo prêmios. Dessa forma, as  “caravanas do Peru falante” acabaram ficando conhecida em toda a cidade de São Paulo. O apelido surgiu porque o atual apresentador era muito branco e ficava vermelho com muita facilidade. 

Na mesma época em que fazia sucesso nos bares da cidade, Silvio de formou técnico em contabilidade.

Apresentador e Empresário

Logo que teve a oportunidade, Silvio seguiu carreira na televisão, adaptando seus shows e premiações para as emissoras de televisão paulista. Seu primeiro programa de televisão estreou em 1962 e era intitulado “Vamos Brincar de Forca”. Era transmitido pela famosa da época, a TV Paulista.

Em 1964, Silvio passou a comandar um programa só seu aos domingos de tarde. Ao longo dos anos, este programa seria adaptado ao que mais tarde seria conhecido como o  Programa Silvio Santos. Foi nesta mesma época que Silvio iniciou a sua primeira empresa no mercado: o conhecido Baú da Felicidade. Em um primeiro momento, a empresa focava em presentear crianças na época de Natal, mas, atualmente, é conhecida por vender carnês e fazer diversos sorteios de prêmios.

Seus negócios foram expandido graças a vários de seus programas, onde havia muito lucros com os sorteios de carros, móveis e eletrodomésticos. Com isso, houve a motivação de expandir todos os negócios. Nesta época, Silvio estava na Rede Globo, mas logo teve que sair pois os diretores resolveram acabar com programas independentes e investir em outra programação. Por isso, Silvio Santos recomeçou a sua carreira na famosa Rede Tupi.

Surgimento do SBT

Silvio Santos teve sempre a ambição de ter o seu próprio canal, focado em vários programas da sua autoria, onde iriam ocorrer sempre sorteios e promoções. Por causa de uma porção de burocracia e documentação, além de muita sorte, o atual empresário e apresentador começou a mexer os pauzinhos e assim, nasceu o embrião do que viria a ser o SBT. Foi a pós a falência da Rede Tupi que todo começou a funcionar a favor d e Silvio Santos.

Carnaval

Depois de conseguir ser bem sucedido e virar um grande empresário dos meios de comunicação, Silvio acabou ganhando o seu samba enredo no carnaval de 2001. A escola Tradição, do Rio de Janeiro, compôs a música “Hoje É Domingo, É Alegria. Vamos Sorrir e Cantar!”.

Escrito por Jéssica Monteiro da Silva

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Apresentadores

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *