Silvio Santos

Senhor Abravanel nasceu em 12 de dezembro de 1930. Filho de imigrantes gregos e turcos, residia no bairro da Lapa, no Rio de Janeiro. O pai tinha uma pequena loja de souvenires para turistas, mas Sílvio queria Ter luz própria, se aventurando na informalidade, para ser camelô. Não desagradando aos seus pais, continua os estudos e se forma em contabilidade.

Silvio

O faro pelo dinheiro

Quando da derrocada final de Getúlio Vargas, Silvio Santos percebeu que muitas pessoas teriam de fazer a renovação de seu título de eleitor, ou até mesmo, devido ao grande tempo em que o ditador esteve no poder, fazer a inscrição no documento, uma vez que não tinha uso nos mais de doze anos em que Vargas esteve no comando.
Com 14 anos, o menino Sílvio percebeu que era hora de ganhar dinheiro: toda vez que o guarda saía do setor para tomar um cafezinho, Silvio aparecia nas esquinas e aproveitava para faturar, vendendo suas carteirinhas de plástico.

Faturou

O começo do empresário

Alguns anos depois, Sílvio começou a explorar as barcas Rio Niterói e ganhou ainda mais. O instinto era nato. Ele animava o público, com música, uma narrativa forte sobre os produtos que vendia e ainda sorteava brindes aos que compravam, através de cartelas de bingo. Nesse instante, ele percebeu o quão grande ele poderia ser através de sua voz.

O início da lenda

Em 1957, devido ao grande conhecimento que já tinha feito, chega à Rádio Nacional, e lá conhece Manoel da Nóbrega, esse fato é DECISIVO para o curso da vida de Sílvio Santos. Logo, os dois homens fazem uma grande amizade, estreitando seus laços, quando, ao final desse mesmo ano, Manoel entrega à Sílvio a administração de sua rede de lojas, chamada “Baú da Felicidade”. Dessa época ele deixou de ser Senor Abravanel e adota o nome de Sílvio Santos.

O início na TV

Em 1962 Sílvio Santos faz seu debut na televisão, com o programa “Vamos brincar de forca?” na extinta TV Paulista, canal 5 de São Paulo. Com seu já conhecido jeito para os negócios, aliados à recém descoberta do carisma, Sílvio comprou o horário do programa inteiro e o revendia aos pedaços. Nessa época comprou 40% das ações da TV Record, da família Machado de Carvalho, mas não quis ainda vincular seu nome à rede.
Entre 1965 e 1976 Sílvio Santos esteve na TV Paulista, que foi comprada pelas Organizações Globo em 1967, e esta quis sempre mudar a forma do contrato com Sílvio, que sempre foi intransigente quanto a isso, e pelo longo contrato que tinha com a antiga emissora, ficou onze anos lá, quando que a Globo lhe negou a renovação.
Desse período seguinte, Sílvio Santos apresentou o seu programa na TV Tupi, onde ficou até o fechamento da mesma, em 1980, quando logo depois ganhou a concessão do governo para fundar a sua própria rede, a TVS em 1981.
Depois disso, Sílvio fez história, lançando, trazendo e criando programas que fazem a alegria de crianças, jovens, adultos e idosos, com um conglomerado sólido de empresas, que vão desde a Rede de lojas do Baú até o Sistema Brasileiro de Televisão, Sílvio Santos é um imortal em nossas vidas.

O Começo

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Apresentadores

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *