A Maldição de James Dean

Seja como quiser ser interpretado, há uma série de coincidências bizarras envoltas entre a morte do famoso galã dos anos 50, James Dean e o carro que pilotava quando morreu. Alguns acham que é obra do acaso, outros acham que é uma lamentável coincidência e outros acham que é fruto de uma maldição. Seja como for a sua opinião, o acidente que vitimou James Dean aconteceu em 30 de setembro de 1955, quando seu Porsche Spyder 550 preto, colidiu frontalmente com outro veículo. O artista deu ao seu carro o apelido de “Little bastard” ou no português, Pequeno bastardo.

Rebel Without a Cause

O Primeiro Aviso

Depois do acidente, os restos do carro foram vendidos a um colecionador chamado George Barris, que era um conhecido customizador de carros, principalmente de modelos hot road. Só para constar a importância foi ele que desenhou o batmóvel, e também quem fez a personalização do Porsche para Dean, alguns anos antes. Enquanto estava na oficina de Barris, o carro amaldiçoada caiu dos cavaletes e esmagou a perna de dois mecânicos. Ante a tragédia, George Barris decidiu se livrar do famigerado carro por partes: o motor e a transmissão passou para dois corredores distintos e os pneus para outra pessoa.

Movie

A Segunda Tragédia

Vendido em partes, parecia que os dias da maldição de James Dean tinham acabado, mas quem pensou assim estava completamente enganado: um dos carros que recebeu o motor perdeu o controle, saiu da pista e acabou por encerrar seu trajeto trágico numa árvore, matando instantaneamente o piloto. Na mesma corrida, o outro carro que foi equipado com a transmissão, capota várias deixando seu piloto seriamente ferido. Ah, mas e o carro que recebeu os pneus? O proprietário do carro foi parar no hospital, quando ambos os pneus explodiram em simultâneo, causando um terrível acidente.

A Maldição de James Dean

Indestrutível

O destino do carro foi então parar nas mãos da California Highway Patrol, para que os restos do carro fossem expostos em palestrar sobre segurança do trânsito. Um dia antes da exposição, um incêndio destrói todo o acervo arrecadado, menos um dos carros: o Little Bastard, que nem um arranhão sequer recebeu. Depois disso, anos depois foi colocado em exposição em Sacramento, quando despencou de uma estrutura e quebrou o quadril de um jovem, que lá estava observando o carro.

A Última Tragédia

Quando desta última fatídica ocorrência, foi decidido que o carro seria levado para Salinas, na Califórnia através de um caminhão. No meio do trajeto, o motorista perdeu o controle do caminhão e despencou numa ribanceira e o carro esmagou a cabine do motorista, morto no local. Em 1960 o carro desapareceu misteriosamente quando tinha sido exposto em Miami e estava a caminho de Los Angeles.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Atores

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *