Glória Pires

Glória Maria Cláudia Pires de Morais, mais conhecida pelo seu nome de atriz somente Glória Pires, nasceu em vinte e três de agosto de mil novecentos e sessenta e três, no Rio de Janeiro. É filha da produtora de televisão e empresária Elza Marques Pires juntamento com o o ator e comediante Antônio Carlos Pires, eles também tem uma outra filha, chamada de Linda Pires. Glória tinha no sangue a veia artística, e foi algo a qual foi incentivada desde muito pequena, por isso com poucos anos de idade sabia que queria seguir a carreira de atriz.

Carreira

Seu primeiro papel na televisão foi em mil novecentos e sessenta e oito, com apenas cinco anos de idade, na abertura da telenovela “A pequena órfã” que era exibida na extinta TV Excelsior. Após três anos, em mil novecentos e setenta e um, foi convidada a participar do elenco da telenovela, com o papel de uma das órfãs, mas logo no primeiro dia de gravação passou por um contratempo, sofreu uma hemorragia nasal que acabou fazendo com que ela não entrasse para o elenco. Ainda nessa novela teve uma outra participação interessante, o protagonista foi afastada, mas as cenas com ela já estavam gravadas, faltando somente o áudio, Glória Pires teve um papel importante ao conseguir imitar a fala e o sotaque da menina protagonista, dessa forma passou a fazer as falas principais enquanto a atriz não voltasse.

No mesmo ano de mil novecentos e setenta e um fez teste para uma novela, mas acabou sendo reprovada. No ano seguinte, em mil novecentos e setenta e dois, trabalhou juntamente com seu pai em uma participação especial no programa do Chico Anysio, chamado de Chico City. Durante os anos que se passaram na década de noventa ela fez algumas participações de programas da Rede Globo, como o programa”Satiricom”, também o “Faça amor, não faça Guerra”, e “Chico em quadrinhos”. Nos papéis em novelas, participou de duas, uma em mil novecentos e setenta e três, Selva de Pedra, e outra em mil novecentos e setenta e seis, chamada de Duas vidas, ambas da autora Janete Clair.

Porém Glória Pires sentia que os papéis que estava ganhando não eram o suficiente, tinha medo de sua carreira não alavancar, então decidiu dar um tempo longe das telinhas. Ficou um ano afastada, mas retornou em mil novecentos e setenta e oito, quando foi escolhida para interpretar uma adolescente problemática, Marisa, em “Dancin’ Days”, a novela foi um sucesso no país todo, e Glória Pires ganhou destaque merecido pelo papel que fez, com o desempenho considerado excelente por todos que que assistiram a novela, Glória foi escalada para ser protagonista no ano seguinte, na novela “Cabocla”, onde interpretou com muito destaque também Zuca. Nesse mesmo ano, mil novecentos e setenta e nove, participou da única peça de teatro de sua vida, chamada de “Era Uma Vez Uma Gata”, em espetáculo infantil.

Após esses primeiros sucessos, passou a integrar várias novelas, as de maior destaque da década de oitenta foram os papéis de Sandra em “Água Viva”,e sua participação em “Louco Amor”. Um outro destaque de sua carreira foi em “Vale Tudo”, interpretando a personagem Maria de Fátima, a novela chocou o país e principalmente a personagem de Glória, que era uma vilã, ficou extremamente conhecida. Após anos de carreira, em mil novecentos e oitenta e um, Glória estreou também no cinema, no filme “Índia, a filha do sol”. Durante toda a sua carreira e atuações ela foi indicada e ganhou muitos prêmios pelo destaque que tinha. Talvez um dos maiores papéis de sua carreira tenha sido em “Mulheres de Areia”, onde a atriz interpretou as gêmeas Ruth e Raquel e conquistou o público com a sua boa performance. No ano de mil novecentos e noventa e quatro, protagonizou a minissérie “Memorial de Maria Moura”, a qual foi um grande sucesso de audiência, sendo traduzida e exportada para outros países, durante as gravações desta, a atriz sofreu uma fratura no cóccix. A atriz atuou no filme “O Quatrilho”, no ano de mil novecentos e noventa e cinco, filme de grande sucesso que foi inclusive indicado ao Óscar de melhor filme estrangeiro.

Glória também participou de um dos grandes clássicos das novelas brasileiras, “O rei do Gado”, novela essa de mil novecentos e noventa e seis que é lembrada até os dias atuais pelo grande sucesso que fez, no mesmo ano participou do filme “O Guarani”.  A atriz passou um ano longe das terras brasileiras vivendo nos Estados Unidos com sua família, retornando em mil novecentos e noventa e nove. Voltou a fazer novelas, mas dedicando-se mais ao cinema, participou de “Belíssima” em dois mil e cinco, e também protagonizou o filme “Se eu fosse você”, que teve cerca de quatro milhões de expectadores sendo um dos maiores sucessos de bilheteria do Brasil nos últimos tempos. Gravou em dois mil e oito a continuação do filme “Se eu fosse você”, e também interpretou a mãe de Luiz Inácio Lula da Silva no filme “Lula, o filho do Brasil”. Atuou novamente em novelas no ano de dois mil e onze, em “Insensato coração”, depois foi a vilã em “Babilônia”, novela de dois mil e quinze, seu ultimo papel na televisão foi em dois mil e dezessete, na novela “O outro lado do Paraíso”.

Vida Pessoal

Glória Pires namorou o filho de Chico Anysio na década de setenta. Porém foi durante a sua interpretação em Cabocla que conheceu seu primeiro marido, o cantor Fábio Jr., ficou com ele cerca de quatro anos, de mil novecentos e setenta e nove a mil novecentos e oitenta e três, e teve sua primeira filha Cleo Pires Ayrosa Galvão, em mil novecentos e oitenta e dois. Após o curto relacionamento com Fábio Jr, começou um relacionamento com Orlando Morais, em mil novecentos e oitenta e sete, casando-se com ele no ano seguinte. Com Orlando a atriz teve três filhos, sendo eles Antônia Morais, em mil novecentos e noventa e dois, Ana Morais, em dois mil, e Bento Morais em dois mil e quatro. Antônia, a filha mais velha do casal, atua profissionalmente como atriz e fez alguns filmes, um ao lado de sua mãe.

Glória passou por uma grande turbulência em sua vida quando sua filha Cléo tinha apenas quinze anos, ocorreu um boato que que foi amplamente divulgado onde dizia que a filha tinha um caso com o padrasto, e atual marido de Glória. Na época a imprensa julgou muito a família, que acabou por decidir passar um ano longe do Brasil, evitando possíveis problemas para a filha. Houveram muitos boatos acerca desse ocorrido, inclusive de que a atriz Glória Pires teria tentado suicídio após descobrir a traição. Anos depois, em dois mil e quinze, a atriz Cléo Pires comentou o ocorrido em suas redes sociais, onde declarou como foi cruel a situação pela qual a família passou, num relato emocionado a atriz declarou: “Aos 15 anos passei por uma situação que me levou ao fundo do poço. Alguém infeliz inventou uma história cruel e nojenta que alimentou a maluquice de muita gente. Forjaram uma nota dizendo que minha mãe tinha entrado em casa e tinha flagrado eu e meu pai (Orlando) na cama transando. Quando soubemos do absurdo que era essa história, não demos bola, pensamos que ninguém em sã consciência acreditaria numa loucura dessa e não porque isso não exista por aí, mas porque quem nos conhecia sabia do amor profundo que temos um pelo outro e que esse amor passava bem longe do sexual…” (Publicado por Cleo em sua página do instagram), além dessa parte do relato Cléo conta como se uniu mais a mãe e toda a família depois do ocorrido.

Glória escreveu uma biografia, intitulada “40 anos de Glória”, onde também relatou o caso e falou sobre como a família se fortificou com a situação. Além disso falou sobre outras questões de sua vida, como problemas e intrigas com outros famosos, e o uso de drogas no inicio de sua carreira.

Lista de Prêmios Ganhos 

  • 1978: Troféu APCA de Atriz Revelação por “Dancin’ Days”
  • 1988: Troféu APCA de Melhor Atriz por “Vale Tudo”
  • 1991: Troféu APCA de Melhor Atriz por “O Dono do Mundo”
  • 1993: Troféu APCA e Troféu Imprensa de Melhor Atriz por “Mulheres de Areia”
  • 1995: Troféu APCA, Festival de Cinema de Havana e Festival de Cinema de Viña Del Mar de Melhor Atriz por “O Quatrilho”
  • 1996: Prêmio Contigo de Melhor Vilã por “O Rei do Gado”
  • 2007: Prêmio Contigo por “Se Eu Fosse Você” de Melhor Atriz; Troféu Mário Lago em Melhores do ano – Domingão do Faustão pelo conjunto da obra; Personalidade do Ano em Isto é Gente por “Paraíso Tropical”.
  • 2008: Prêmio Contigo de Melhor Atriz Coadjuvante por “O Primo Basílio”
  • 2009: Troféu APCA e Festival de Brasília na categoria Melhor Atriz por “É Proibido Fumar”
  • 2010: Prêmio do Festival Sesc Melhores Filmes por “É Proibido Fumar” na categoria Melhor atriz

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Atrizes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • Pingback: Lucia Veríssimo - Fotos da Atriz | Famosos - Bico do Corvo

  • glória pires é uma atriz muito famosa e rica e talentosa e ela que arrasa na novela insensato coração e tá fazendo um grande sucesso e a sua filha cleo pires é outra que estar brilhando na novela araguia. sou muito fã das duas e elas merece mais e mais sucessos.parabéns glória pires pelo seu sucesso em novela e boa sorte.fique com Deus.bjs

    marlene cardoso. 25 de fevereiro de 2011 10:35
  • Oi

    andreia 3 de setembro de 2011 14:26
  • a amulher mais linda que ja vi
    a famosa mulher,que naõ e metidA
    UMA DAS ATRIZES MAIS SERIA QUE JA VI
    A UNICA QUE NAÕ USA O CORPO POR DINHEIRO
    POR TUDO ISSO GLORIA, QUE VC E GLORIA
    BENDITOS FORAM,SEU PAI,E SUA MAE QUANDO FISERAM VC PARA MIM .
    SER O SEU FAÑ NUMERO UM…. BEIJOS LINDA.
    TE ADORO LINDA.

    jose antonio 23 de novembro de 2011 19:58
  • quero lhe fala que sou seu fan td de bom bjs everaldo

    everaldo 20 de dezembro de 2011 13:59
  • vc e muito lida

    everaldo 20 de dezembro de 2011 14:00
  • vc e muito linda

    everaldo 20 de dezembro de 2011 14:01

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *