Mart’nália: Filha do Martinho da Vila

A cantora e atriz brasileira, Martinália Mendonça Ferreira, chamada somente de Mart’nália, nasceu na cidade do Rio de Janeiro, no dia 07 de setembro de 1965 e, além de ser cantora e atriz ainda é instrumentista, compositora e percussionista.

O samba já está em seu sangue desde a concepção, já que é filha do cantor Martinho da Vila e também da cantora Anália Mendonça, e seu nome é uma linda combinação dos nomes de seus pais. Mart’nália nasceu no bairro carioca de Pilares, localizado na Zona Norte, também um berço do samba.

Detalhes da vida e obra de Mart’nália

Ela samba desde que veio ao mundo. Ainda bem pequena já acompanhava o pai durante as famosas rodas de samba da Vila Isabel e, o batuque lhe foi a primeira paixão. Nessas rodas Mart’nália aprendeu a cantar, sambar e a tocar pandeiro e violão.

Já entre os anos 80 e 90, chegou até a gravar dois Lps, mas apenas de brincadeira, como a mesma relata quando fala de si. Em 1985 gravou pela 3M e possuía a direção musical do importante Ruy Quaresma. Entretanto, apenas dez anos depois chegaria ao público seu próximo trabalho, chamado de Minha Cara (agora pela gravadora ZFM), no qual a direção musical ficou por conta de Ivan Machado. 

Álbuns

No ano de 2002, gravou seu terceiro trabalho, este intitulado de Pé do meu Samba, já por outra gravadora, a Natasha Records, que a cantora considera como sendo seu primeiro trabalho verdadeiramente, que teve produção musical de Celso Fonseca e direção de Caetano Veloso. O álbum passou a ser unanimidade pela crítica e, pelo grande sucesso, rendeu uma produtiva e longa temporada de shows, tendo sido registrada em DVD e CD.

Outro grande sucesso dessa artista foi o trabalho Mart´nália ao Vivo (lançado em 2004, pela gravadora Natasha Records) contando com a produção musical dela mesma e ainda roteiro e direção de Marcia Alvarez. Esse show foi gravado no Rio de Janeiro, no Olimpo e contou com diversas participações especiais, dentre elas: Moska, Zélia Duncan, Celso Fonseca, Caetano Veloso, Djavan e o pai da cantora, o sambista Martinho da Vila.

Já em fevereiro do ano de 2006, Mart’nália coloca na Europa e no Brasil o belíssimo álbum Menino do Rio. Este foi seu quinto lançamento, sendo o primeiro trabalho lançado pelo através do selo Quitanda, que pertence à também cantora, Maria Bethânia. Betânia também fez toda a direção artística do álbum, além de emprestar a voz, o cd contou com a direção musical do maestro de Maria Betânia, Jaime Além.

Este álbum de Mart’nália tornou-se o mais diferente de seus trabalhos, e acabou tendo grande sucesso com a canção “Cabide” (que lhe foi dada pela cantora Ana Carolina) sendo tema da novela Paraíso Tropical, exibida pela Rede Globo, no horário nobre, que tinha a direção de Gilberto Braga. O álbum também teve indicação ao Grammy de 2006, concorrendo na categoria de melhor cd de samba: “Mart’nália em Berlim”.

No ano de 2008 Mart’nália fez shows em diversos lugares da Europa, dentre eles participou do Festival de Montreaux, Amsterdã, Londres, Lisboa, Tubigen, Miami e Nova Iorque. Em agosto do mesmo ano lançou o cd Madrugada, que contava com a direção artística de Marcia Alvarez e arranjos musicais de Celso Fonseca e Arthur Maia.

Com este trabalho também veio outro grande sucesso, que desta vez ficou logo na abertura da novela da Globo, Três Irmãs, a canção era Don’t worry, be happy!

No mês de setembro fez sua estreia no VIVO RIO, para um público aproximado de 2.000 pessoas, passando por Salvador, Belém, Maceió, São Paulo, Belo Horizonte e muitas outras cidades e, para fechar o ano em grande estilo, participou do grande Reveillon de COPACABANA de 2008 para 2009, cujo publico aproximado era de dois milhões e meio de pessoas. 

No ano de 2010 deu início a temporada de verão do CIRCO VOADOR, RJ, e a casa contou com sua lotação completa. Na Cidade de Deus, fez um show para 20.000 pessoas para comemorar a chegada do dia de São Sebastião, e, para alegrar ainda mais, foi convidada pelo rei Roberto Carlos para ser uma de suas divas no show de seus 50 anos de carreira.
O ano findou com seu show de Reveillon da cidade de Belém do Pará.

O ano de 2011 veio com grandes surpresas e mais uma vez abriu o verão do CIRCO VOADOR, e ainda uma participação no disco do pai, Martinho da Vila e ainda canta o samba enredo sobre Noel Rosa, da Vila Isabel.

No mês de abril fez uma roda de samba com foco no DVD África, contando com a participação de vários e ilustres convidados, tais como Carlinhos Brown, Gilberto Gil, Mayra Andrade (de Cabo Verde) e Martinho da Vila. No mês de junho seguinte, viaja p diversos lugares, como Xangai, China, Moçambique-Maputo e Johanesburgo.

Em julho, canta no Festival Viena-França, em Lyon e depois segue para Lisboa e Londres e no fim desse mesmo mês é lançado o DVD África, sendo que o show de estreia foi feito no HSBC, dando início à sua nova turnê. 

Em 2011 Mart’nália se junta ao cantor Arlindo Cruz e Marcelo D2, fazendo assim o trio dos Embaixadores da Boa, numa campanha publicitária para a cerveja Antártica. No mês de abril no mesmo ano, ela dá vazão a seu sonho, apresentando ao vivo o disco Minha Cara, no qual foi dirigida pelo pai, com grande sucesso de público em todas as apresentações.

Ainda em 2011, mas no mês de outubro, Mart’nália entrou em estúdio para fazer seu novo trabalho, que foi produzido e dirigido por Djavan. Nele foram inseridas músicas inéditas de vários talentos, dentre eles estão Ivan Lins, Gilberto Gil, Zélia Duncan, Moska, Nando Reis, Dadi, Martinho da Vila, Junior Almeida e, finalmente, Caetano Veloso.

Em 2012, também abriu o verão do CIRCO VOADOR, e ainda o “Verão do Rio”, feito na Marina Da Gloria. O novo disco de “Não tente compreender” foi lançado em abril.

Mart’nália também participa do seriado humorístico Pé Na Cova, exibido pela Rede Globo,  já em sua segunda temporada, tendo no elenco Marília Pera, Miguel Falabella e muitos outros. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Cantoras

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *