Saramago

José de Souza Saramago é seu nome de batismo, falecido recentemente após longo período de enfermidade, Saramago foi um notável escritor, jornalista, argumentista, dramaturgo, romancista, contista e poeta português. Foi agraciado com o prêmio “Nobel da Literatura” no ano de 1998, também foi merecedor do prêmio Camões, considerado como o mais louvável prêmio literário a ser concedido na Língua Portuguesa.

Meio literário

Saramago

Saramago

A morte de Saramago deixa uma lacuna no meio literário, ele foi uma personalidade muito importante sobre vários aspectos, responsável, por exemplo, pelo reconhecimento efetivo da prosa na língua portuguesa, em âmbito internacional.

Seu livro entitulado “Ensaio Sobre a Cegueira” se transformou em filme, uma adaptação para o cinema com lançamento no ano de 2008, foi produzido no Brasil sob direção de Fernando Meirelles. Em 2010 outra obra adaptada, um conto de “Objecto Quase” que deu nome ao filme chamado “Embargo”, de produção portuguesa e co-produção com Espanha e Brasil.

Origem

Biografia

Biografia

Saramago nasceu em Santarém, em uma província já extinta, cujo nome era Ribatejo. Foi registrado oficialmente em 18 de novembro, mas nasceu no dia 16 deste mesmo mês. José tinha apenas dois anos de idade quando sua família foi morar em Lisboa, o menino foi sempre um aluno brilhante, porém precisou abandonar a escola durante o nível secundário, quando tinha 12 anos, em função da escassês de recursos financeiros de sua família.

Personalidade

Marcante

Marcante

Saramago era conhecido por ser ateu, pessimista e cético, mas sempre se mostrou muito atuante politicamente, levantando sua voz de forma marcante contra muitas injustiças, contra grandes poderes religiosos e econômicos, que sob o seu olhar eram as piores doenças do nosso tempo.

Ao final do ano de 2008, em apresentação na cidade de Madri, Saramago se referiu ao otimismo como um sinal de estupidez e insensibilidade, ou ainda como uma atitude de pessoas milionárias que não se preocupam com nada. Declarou ser contra o otimismo diante das atuais condições de vida no mundo.

Comunista

Genial e polêmico, como todas as grandes personalidads históricas, Saramago se descrevia como “comunista libertário”, e causou grande polêmica quando se referiu a Bíblia como um “manual de maus costumes”. Sua carreira literária percorreu seis décadas, e neste tempo foram publicadas em torno de 30 obras de estilos diferentes, romances, ensaios, poesias, teatro e memórias.

O primeiro romance foi “Terra do Pecado”, posteriormente o escritor passou por um período de aproximadamente 20 anos durante os quais não publicou nada. Esteve em empregos públicos e atuou como jornalista e editor. Entre os anos de 66 e 75 publicou “Os Poemas Possíveis”, “O Ano de 1993” e “ Provavelmente Alegria”.

Em 77 publicou “Manual de pintura e caligrafia”, um romance, posteriormente os contos do livro “Objecto Quase” e uma peça entitulada “A Noite”. Mas seu reconhecimento mundial surgiu com a obra “Memorial do Convento” seguida de “O ano da morte de Ricardo Reis”, dois romances premiados

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Escritores

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *