Maquiavel

Perfil

Niccoló Machiavelli (1469-1527), foi um teórico político, pensador e figura histórica italiana mais famoso por sua obra prima “O Príncipe” (escrito em 1513, mas publicado postumamente em 1532). Maquiavel é considerado um dos maiores analistas do poder político da idade média.

Maquiavel

Origens

Niccolo Machiavelli nasceu em 3 de Maio de 1469, em Florença na Itália. Seu pai foi Bernardo, pertencia a um ramo empobrecido de uma família florentina influente. Bernardo era advogado e tinha uma pequena biblioteca pessoal que incluía livros de filósofos gregos e romanos e volumes de história italiana. Bernardo faleceu em 1.500 e a mãe de Machiavelli, Bartolomea de’Nelli, faleceu  em 1496.

Como pensador, Maquiavel pertencia a uma escola de intelectuais Florentinos preocupados com o problemas históricos e políticos. Seus escritos importantes foram compostos depois de 1512, quando ele foi acusado de conspiração em 1513. A família Médici tinha retornado ao poder e terminado com a República Florentina. Lorenzo de Médici despediu Maquiavel que era o secretário do governo, no regime anterior. Suspeito por conspirar contra os Médici, foi preso e até torturado, sendo depois exilado. Ficou desempregado após anos de carreira no estado e passou a maior parte dos anos restantes trabalhando em suas maiores obras. Ele obteve algum sucesso como historiador e dramaturgo, mas com “O Princípe” ele esperava obter novamente as graças políticas. A obra narra como obter, manter e centralizar o poder político.

Fortuna

Em 1519, Maquiavel se reconciliou parcialmente com os Médici e recebeu vários trabalhos, incluindo escrever a história de Florença. Quando os Médici foram depostos em 1527, ele esperava obter um novo posto no governo, porém a nova república não confiava nele por sua associação com os Médici.

Obras e Maquiavelismo

Seus escritos políticos se tornaram mais conhecidos na segunda metade do século 16. Quando foram considerados perigosos, foram colocados na lista de livros oficialmente banidos da igreja católica, em 1564. Seus trabalhos mais conhecidos são: “Discorsi Sopra La Prima Deca Di Tito Livio” (1531, Discursos sobre os primeiros dez livros de Tito Lívio), “La Mandragora” (1528), uma peça satírica e “Il Principe” (1532, O Príncipe), cujo tema principal é que todos os meios devem ser usados para se manter a autoridade.  “O Príncipe” foi condenado pelo Papa e seus pontos de vista deram origem ao que conhecemos hoje como “maquiavélico”, sinônimo de manobras políticas marcadas pela astúcia, duplicidade ou má fé. Esta interpretação do pensamento de Maquiavel é agora bastante contestada, dado que não leva em consideração nenhuma de suas outras obras nem sequer o contexto político italiano da época.

Nicolau

De 1521 a 1525, Maquiavel trabalhou como historiador. Faleceu em Florença, Itália, em 21 de Junho de 1527. Seu túmulo encontra-se na Basílica de Santa Cruz nessa cidade. Seu desenvolvimento do pensamento político e ético foi fundamental para novas abordagens além do pensamento medieval clássico e suas obras são estudadas até os dias de hoje.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Históricos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *