Nicolae Ceausescu

Nicolae Ceausescu nasceu de uma família de camponeses em 26 de janeiro de 1918, em Scornicesti. Aos 11 anos de idade ele começou a trabalhar nas fábricas de Bucareste.

Participou dos movimentos sociais no início de 1930 e se juntou ao movimento revolucionário da classe operária em 1932. No ano seguinte, Ceausescu tornou-se membro da União da Juventude Comunista e do Partido Comunista Romeno.

Ele foi sucessivamente secretário nas comissões regionais de Prahova e Oltenia da União da Juventude Comunista e foi um representante da juventude democrática na Comissão Nacional Antifascista, de 1934.

Comunistas Influentes na Prisão

Entre 1936 e 1938 Ceausescu foi preso várias vezes por suas atividades revolucionárias, patrióticas e antifascistas. Foi lá que ele conheceu e tornou-se muito amigo de Gheorghe Gheorghiu-Dej, que levou os comunistas romenos e tomaram Nicolae por completo.

Ceasescu participou na organização da grande manifestação anti-guerra em Bucareste, no dia primeiro de maio de 1939, em defesa da independência da Romênia contra o perigo da invasão nazista. Em seguida, ele foi eleito membro e secretário do Comitê Central da União da Juventude Comunista, entre 1939 e 1940.

Condenado à revelia em 1939, ele foi preso e encarcerado entre 1940 e 1944. Durante a Segunda Guerra Mundial tomou parte ativa na luta para derrubar o regime fascista de seu país, para forçar a retirada romena da guerra anti-soviética, e para a Romênia livre da dominação de Hitler. 

Depois da libertação do fascismo romeno, Gheorghiu-Dej ajudou Ceausescu voltar a ser secretário do Comitê Central da União da Juventude Comunista entre 1944 e 1945.

Ceausescu, em seguida, trabalhou como secretário do partido comunista romeno nas comissões regionais de Dobrogea e depois de Oltenia, em 1948, quando foi nomeado secretário-geral.

Depois de servir como vice-ministro da agricultura nos anos de 1949 e 1950, Ceausescu juntou o pessoal do exército e tornou-se vice-ministro das forças armadas, cargo que exerce a função de chefe do Departamento Político de Alto do Exército entre 1950 e 1954. Nessa época, Ceausescu casou-se com Elena Petrescu. 

Enfraquecendo Rivais

Quando Gheorgiu-Dej morreu subitamente em 1965, Ceausescu tornou-se primeiro-secretário do Partido Comunista Romeno. Apesar de muitos no partido sentirem que Ceausescu era fraco o suficiente para ser controlado, ele usou seu novo poder para enfraquecer seus rivais.

Posteriormente, em 09 de dezembro de 1967, a Grande Assembléia Nacional o elegeu presidente do Conselho de Estado da República Socialista da Romênia, tornando-o chefe de Estado.

Os primeiros anos de Ceasescu como presidente foram bons para o país e as pessoas acreditavam que ele era um governante brilhante. Quando eles boicotaram a invasão da Checoslováquia pela União Soviética em 1968, a Romênia ganhou o apoio internacional. 

Armado com poder total, ele começou a impor sua versão da sociedade ideal comunista sobre os romenos: a rápida industrialização na forma de Stalin, o exercício do puritanismo em matéria individual e vida familiar, a sistematização, que incluiu a destruição de igrejas.

Estas acções foram particularmente duras, em Bucareste, cuja história foi demolida para dar lugar a cidade ideal de Ceausescu. De acordo com seu estilo de vida luxuoso, Ceausescu começou a construir o maior edifício do mundo, o “Palácio do Povo”.

Durante todo o tempo, a vida estava desmoronando para o romeno de classe média, muitos dos quais tiveram que sobreviver sem aquecimento ou electricidade. Em dezembro de 1989, os cidadãos romenos se revoltaram e mataram Ceausescu e sua esposa. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Históricos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *