Famosos Portadores de Deficiência

Grande parte das pessoas acredita que nascer ou adquirir ao longo da vida uma deficiência é um fator de limitação. Porém, tem pessoas que mesmo sendo portadoras de necessidades especiais chegam ao topo em suas carreiras, o que prova que a determinação e a vontade de vencer são bem maiores do que qualquer obstáculo físico.

A seguir vamos listar alguns famosos que possuem algum tipo de deficiência e que provaram que os limites estão apenas na cabeça das pessoas, tudo pode ser superado quando se tem um sonho a realizar.

Sudha Chandran – Dançarina Indiana

Sudha Chandran é um grande exemplo de determinação pelo fato de ter se tornado dançarina após sofrer um acidente em que perdeu uma perna. A jovem indiana nascida em Chenai se formou em Economia por uma faculdade de Mumbai e numa viagem para casa sofreu o acidente que lhe rendeu o uso de uma prótese.

Porém, ao invés de se abater Sudha decidiu lutar contra o problema e para isso passou a dançar. Depois de algum tempo ela se tornou uma das dançarinas mais famosas da Índia e recebeu vários convites para dançar em vários lugares do mundo.

Marla Runyan – Corredora

A corredora Marla Runyan foi campeã dos 5000 metros três vezes, isso se torna ainda mais incrível quando descobrimos que ela é cega. Quando tinha apenas nove anos de idade Marla descobriu que tinha uma doença chamada “Doença de Stargardt” que causa a perda progressiva da visão.

Mesmo com esse problema ela não se abateu e continuou treinando para ser campeã. No ano de 1992 ela ganhou quatro medalhas nas Paraolimpíadas e ainda quebrou vários recordes de velocidade. No ano de 2001 Marla escreveu a sua biografia que se chama  “Não há linha de chegada: minha vida como eu a vejo”.

Ludwig van Beethoven – Músico

O músico Ludwig van Beethoven foi um dos maiores pianistas do mundo, poucos sabem que o talento dele se manifestou bem cedo e aos oito anos ele já se apresentava em concertos com grande platéia. Parte de sua formação musical foi em Vienna com ninguém menos que Mozart como seu mestre. Beethoven já era aclamado como um pianista e compositor brilhante antes de completar 20 anos de idade, entretanto, no ano de 1796, ele começou a perder a audição.

Mesmo sofrendo com a cada vez maior impossibilidade de ouvir as suas próprias notas o músico não se abateu e ele continuou a trabalhar. Dizem que para conseguir perceber o som das suas sinfonias ele cortou uma parte dos pés do seu piano e encostava o ouvido no chão para que pudesse sentir a vibração das notas.

Frida Kahlo – Pintora

As pinturas da pintora mexicana Frida Kahlo são bastante coloridas e alegres, mas ela tinha um grande sofrimento. Quando tinha apenas seis anos de idade Frida contraiu Pólio o que fez com que a perna esquerda fosse bem mais fina do que a perna direita. Para disfarçar a deficiência Frida usava longas e coloridas saias que até hoje são a marca do seu estilo pessoal de se vestir.

Além disso, acredita-se que a pintora também sofria de espinha bífida, um problema que causa intensa dor e afetava a forma como ela andava. A pintora sofria tanto com as dores que chegava a passar meses internada em hospitais, mas ainda assim é um dos maiores nomes da pintora mundial.

Christy Brown – Escritor, Poeta e Pintor

O escritor, poeta e pintor Christy Brown irlandês tinha paralisia cerebral. Devido a doença o artista passou muitos anos sem pronunciar uma palavra ou se mexer direito, os médicos acreditavam que assim como seu corpo a mente de Christy havia sido afetada. Mesmo com esse diagnóstico a mãe do escritor continuou a conversar com ele e a lhe ensinar coisas.

Aos cinco anos ele começou a ter pleno comando do seu pé esquerdo e foi a partir dele que passou a se comunicar com o mundo. Depois de algum tempo ele se recuperou e escreveu a sua biografia chamada “Meu pé esquerdo”, o que lhe tornou bastante famoso.

John Nash – Matemático

Se você assistiu ao filme “Uma Mente Brilhante” com o ator Russel Crowe conhece um pouco da história de John Nash, o matemático que inspirou o longa. Desde pequeno Nash tinha interesse em ciência e matemática e gostava de empreender experimentos em seu quarto.

O caminho natural foi se formar em engenharia química e matemática, porém, em 1959, o cientista passou a apresentar sintomas de paranóia e ainda nesse ano recebeu o diagnóstico de esquizofrenia.

Após fazer o tratamento necessário e ser liberado pelos médicos, Nash, decidiu se internar novamente de forma voluntária e durante novo anos recebeu tratamento de choque. Foi depois desse período que ele se recuperou e os seus trabalhos se tornaram ainda mais brilhantes.

Jean Dominique Bauby – Jornalista

O famoso jornalista Jean Dominique Bauby era editor da revista Elle quando em 1995 sofreu um ataque cardíaco e ficou em coma por 20 dias. Após sair do coma ele passou a ter a “síndrome do confinamento” em que a pessoa tem completa ciência do que acontece a sua volta e suas faculdades mentais estão intocadas, mas não pode mexer nenhum músculo do corpo.

Mesmo com essa deficiência o jornalista escreveu um livro, a maneira que ele encontrou foi através do piscar de uma pálpebra, a única parte do seu corpo que se mexia. Uma pessoa ficava em seu quarto e recitava o alfabeto para ele, quando chegava à letra que ele desejava piscava. O livro foi publicado em 1997 e apenas dois dias depois de seu lançamento Bauby faleceu.

Stephen Hawking –Físico Teórico

O físico teórico Stephen Hawking é um dos mais importantes nomes da sua área e tem mais de quatro décadas de trabalho. As suas publicações o tornaram membro da Sociedade Real de Artes, da Pontifícia Academia de Ciências e ainda lhe rendeu uma Medalha Presidencial da Liberdade que é uma das principais honrarias concedidas nos Estados Unidos.

O físico tem uma doença chamada Esclerose Amiotrófica Lateral e os sintomas começaram a se manifestar quando ele era estudante universitário em Cambridge. O estudante simplesmente perdeu o equilíbrio e caiu e os médicos disseram que dificilmente ele sobreviveria mais de dois ou três anos.

Os movimentos de Hawking foram sendo comprometidos gradualmente, porém, a sua capacidade intelectual permaneceu intocada, algo que é fácil saber com todas as suas realizações como físico teórico.

 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Notícias

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *