A Vida de Demi Lovato Antes da Fama

Hoje uma estrela da Disney, admirada e amada no mundo inteiro, mas não foi sempre assim, estamos falando da vida de Demi Lovato antes da fama. Muitos artistas antes de conhecerem o mundo do sucesso passam por dificuldades, alguns, depois de famosos, confessam que muitas vezes quase desistiram. E como todos são seres humanos, além da busca pela fama e de enfrentar portas e mais portas que se fecham durante essa trajetória, acabam ainda sofrendo problemas pessoais, que podem acontecer com qualquer pessoa.

Demi Lovato, por exemplo, foi uma das tantas pessoas que sofrem bullying na escola. O fato de estar acima do peso, a tornava alvo dos “amigos” e isso acabou gerando um grande problema para ela, que parou de comer e acabou desenvolvendo um transtorno alimentar – a bulimia. Para perder os quilos que a faziam sofrer na escola, Demi Lovato, vomitava tudo aquilo que comia.

A família de Demi procurou um médico para levar a filha, que não contou exatamente por tudo o que estava passando. Na verdade, além do problema alimentar, ela começou a se auto mutilar, isso quando tinha somente 11 anos de idade.

Em entrevistas, depois de famosa, quando falava sobre a sua vida antes da fama, Demi confessou que automutilação era uma forma de se punir, porque tinha vergonha do próprio corpo. E para esconder o que estava fazendo contra si mesmo, ela usava pulseiras e maquiagem. Foi quando completou 15 anos que as coisas começaram a mudar, ela foi convidada para participar do programa Camp Rock e não demorou muito para que se tornasse uma grande estrela teen.

Depois do Sucesso, os Problemas Continuaram

Não bastou o sucesso, se tornar a nova estrela teen a nível mundial. Em uma foto da atriz foi possível ver as marcas de cortes nos pulsos. Ela que não esperava revelar para ao mundo inteiro os problemas de longa data, depois contou que ficou “aterrorizada” quando viu as fotos. Na verdade, Demi confessou que foi naquele momento que os seus pais tomaram conhecimento daquele problema, que ela conseguiu esconder por tantos anos da família.

Sobre o episódio, Demi disse ainda, que já fazia aquilo por tanto tempo que era normal não lembrar mais que aquelas marcas existiam. Foi então, que ela passou a se esconder.

Além de ter que encarar os fãs e os críticos e quem mais se achasse no dinheiro de comentar as fotos, Demi Lovato teve que enfrentar os pais, e disse que prometeu a eles que tinha parado com a automutilação. Neste ponto, ela dedicou-se ao seu novo programa o “Sunny entre estrelas”. Depois veio sucesso do Camp Rock 2 e o seu grande sucesso na carreira de cantora, o segundo disco ficou em primeiro lugar na Billboard. 

O Segundo Disco e o Sucesso como Cantora

Com o sucesso do segundo álbum, a agenda de Demi Lovato ficou lotada. A sua primeira turnê foi junto com os Jonas Brothers e pode onde passaram encontraram a quantidade de público recorde. Além disso, Demi emplacou um namoro com um dos integrantes do grupo, Joe Jonas. A cantora que ficou popularíssima, chegou em pouco tempo, a 6 milhões de fãs na página oficial do Facebook e passou a ser seguida por pessoas do mundo inteiro.

Nesse momento em que tudo parecia perfeito e que os problemas tinham ficado para trás, não era bem isso que acontecia. Na verdade, a situação tinha piorado. Demi Lovato tinha aumentado a automutilação. A cantora e atriz contou que a mãe tinha medo de entrar no seu quarto de manhã, porque não tinha certeza do que poderia encontrar. O problema tinha se tornado ainda mais grave. 

Ainda na turnê com os Jonas Brothers, o namoro de Demi com Joe terminou, mas eles seguiram fazendo a parceria nos palcos, em duetos românticos.

E foi depois desse momento, que aconteceu uma reviravolta na vida da cantora, que passou a fazer as apresentações sem comer absolutamente nada. E o que ela estava fazendo com o próprio corpo não demorou muito a aparecer, Demi começou a perder a voz porque vomitava muito, se demonstrava sem nenhum equilíbrio emocional e admite que isso influenciou em todas as suas relações. 

A cantora chegou ao ponto de agredir fisicamente uma das suas dançarinas, Alex Welch. As fotos da dançarina agredida foram publicadas pela revista TMZ. E Demi não questionou o que tinha feito, pelo contrário, assumiu e também reconheceu que estava doente e precisava de ajuda. Foi então, que a família da cantora deixou de assistir o que acontecia e a obrigaram a fazer um tratamento sério. Demi deixou a turnê e seguiu para um Centro de Tratamento Para Mulheres, o Timberline Knolls. Nesse lugar, ela recebeu um diagnóstico que não esperava, a cantora era bipolar.

Em uma entrevista, depois de tudo passar, ela confessou que ficou assustada com o diagnóstico, porque não fazia ideia do que era ser uma pessoa bipolar, o que ela descobriu somente depois que começou o tratamento. Demi confessou ainda, que os pensamentos suicidas entraram na sua vida quando ela tinha somente 7 anos e que quando sofria qualquer tipo de pressão, eles eram mais fortes e ela tinha certeza que era capaz de tirar a própria vida. Porém, que logo em seguida, vinha o desânimo e ela fica ainda mais deprimida. 

Um Novo Começo para Demi  Lovato Depois da Terapia

A terapia de Demi Lovato durou 3 meses, depois disso, a cantora voltou para casa e retomou a carreira. Na época, ela declarou que tinha começado o significado da palavra sentir e disse que estava feliz com essa nova etapa que estava para iniciar.

A cantora fez questão de dizer que os cortes no pulso tinham sarado e fez uma tatuagem sobre as cicatrizes com as duas palavras “Stay Strong”, em português, “Fique Forte”. A cantora disse que é um lugar que ela pode ler o tempo todo aquilo que se tornou um mantra para sua vida. Atualmente, a cantora está trabalhando no seu terceiro disco e tem contrato assinado com a gravadora Hollywood Records. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Fofocas

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *