Grávida Econômica

O período da gravidez é essencialmente feliz, mas muitas mulheres tendem a se deixar levar pelo consumismo, querendo comprar para o bebê tudo o que veem pela frente. É bem verdade que as lojas especializadas oferecem uma enormidade de opção e que todas são perfeitas, lindas e dá mesmo vontade de levar uma coisa de cada para a casa.

Entretanto, é preciso ter em mente que bebês crescem, e rápido demais. Por isso, grande parte daquilo que é comprado em excesso corre o risco de nem ao menos ser usado uma vez.

Outra coisa importante a saber é: bebês precisam de inúmeras coisas depois que nascem, como carrinhos, consultas médicas frequentes, fraldas, bebê conforto e muito mais. Com isso, os gastos pós-parto serão muito grandes, e o melhor a se fazer é procurar economizar antes para não sofrer depois.

Economizando com Roupas e Coisas de Bebê

Dicas

As mais simples coisas que o bebê irá usar podem ter um preço bastante caro. Por isso, temos sugestões para que você possa economizar naquelas que são essenciais.

– O gasto com leite em pó: O leite de lata é uma coisa que pesa bastante no orçamento familiar. No decorrer no primeiro ano, a criança pode mamar até 01 litro de leite ao dia, o que na prática serão muitas latas de leite. Só para lembrar, especialistas dizem que o leite de vaca apenas pode ser oferecido ao bebê a partir do primeiro ano de vida.

Economizando: Para economizar no leite, o ideal é amamentar o bebê o maior tempo que conseguir. Além de ser mais saudável, o leite já vem na quantidade e na temperatura certa.  Mas se for necessário oferecer outro leite à criança, opte pelas maiores embalagens, o custo é sempre menor nesses casos.

Caso encontre uma promoção, adquira mais unidades, mas antes se certifique da data de validade do produto. Também é recomendável que se faça uma tomada de preço nas farmácias e mercados da cidade, da região e ainda pela internet, não esquecendo de calcular o valor do frete.

– As Fraldas: Não há como deixar de lado o gasto com as fraldas. Gasto esse que é o mais extenso, prolongando-se até por volta dos 2 anos e meio da criança, quando está deixa de usá-las.

Economizando: Afora a ideia de voltar a usar as fraldas de tecido, e ter o trabalho dobrado para lavá-las, secá-las e passá-las, melhor mesmo é buscar economia usando as fraldas descartáveis. Isso pode ser feito através das pesquisas quanto ao preço das mesmas, lembrando que, não é porque o preço está bom que as fraldas são de qualidade. Nem sempre o barato vale a pena.

Por isso, verifique a qualidade das fraldas e o preço médio da marca no mercado, na farmácia e em lojas da internet. Não adianta comprar uma fralda barata, mas a mesma não segura o xixi e, por isso, você será obrigado a substituí-las em maior quantidade, o que não aconteceria com outra de melhor aproveitamento.

Além disso, procure não comprar um grande número de fraldas antes de o bebê nascer, ele poderá desenvolver alergia ao produto e você perderá tudo o que foi adquirido.

Coisinhas Para o Bebê: Cadeirinha para Carro, Carrinho e Móveis

As lojas que vendem para bebês estão repletas de itens considerados como “indispensáveis”. Todos são lindos e parecem de grande utilidade, e por isso, é fácil deixar-se levar e acabar comprando de tudo um pouco.

Acontece que diversos desses produtos duram um tempo bem curto. Por exemplo, aquele maravilhoso móbile deverá ser removido do berço em alguns meses, assim que a criança começar a se erguer no berço, e o mesmo fim terá aquele gracioso kit que protegia o móvel.

Economizando: Não dá para ficar sem os itens, por isso, o melhor é providenciar apenas o que é básico, como uma cadeirinha para o automóvel, um carrinho legal, um berço para o bebê dormir. O restante você deve ir comprando aos poucos, conforme for vendo necessidade, mas antes verifique se não há algum amigo, familiar ou vizinho que teve bebê recentemente e que pode lhe emprestar ou vender a um preço bom, as coisas que tem em casa.

Muitas pessoas costumam vender os equipamentos do bebê com pouco uso. É fácil de encontrar anúncios em grupos das redes sociais, sites da internet e até mesmo em jornais.
Se quiser mesmo comprar coisas novinhas em folha, faça antes uma tomada de preço e leve conta a durabilidade e eficiência do produto que irá adquirir. De nada resolve adquirir um carrinho de bebê sem testar ou ver, para apenas após observar que o mesmo é pequeno, desconfortável ou coisa do gênero.

– As Roupinhas: A maior dificuldade das roupinhas de bebê é que as mesmas costumam não durar muito, não pela qualidade, mas sim porque não há tempo para serem usadas. Como elas ficam logo pequenas, e ao mesmo tempo em que está frio já faz calor, elas acabam ficando no fundo das gavetas.

Economizando: Não tenha vergonha em pedir e em aceitar roupinhas usadas de bebê, de parentes e amigos próximos. Geralmente as roupas de bebê estão novinhas, foram usadas no máximo três vezes, por isso, têm uma aparência ótima.

É difícil, mas procure não se deixar levar pela empolgação e sair comprando além do necessário. Também é fundamental que se pensa na estação do ano que o bebê irá usar a roupa, de repente você compra um macacão de frio M, e quando o bebê estiver usando essa numeração, estará no verão. Além disso, antes de comprar observe a qualidade da roupa e o preço que irá pagar, será que vale mesmo a pena?

– A Alimentação do Bebê: A alimentação é um dos inevitáveis gastos e que irão perdurar por toda a vida. E economizar nesse quesito é bastante simples. Nas primeiras fases da vida, a criança se alimenta do básico e em pequenas porções.

Economizando: Deixe de lado os alimentos industrializados, repletos de sódio e conservante e prepare você mesmo a comida de seu bebê. No início a comida precisa ser separada e inclui alimentos simples como legumes, verduras e frutas, tudo bem cozidinho e feito papinha. Depois de determinado tempo a comida a ser oferecida à criança é a mesma dos adultos, mas deve estar mais molhadinha, com um pouco mais de feijão e caldo, acompanhada de uma carne mais desfiadinha.

A linda atriz Fernanda Rodrigues estava grávida de três meses do namorado também lindo e ator Raoni Carneiro e diz se sentir bem, sem enjoos e que seu único desejo até agora foi chiclete de tuti-fruti. Assim fica fácil, né?

Fernanda Rodrigues e Raoni Carneiro

Fernanda Rodrigues e Raoni Carneiro

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Gravidez

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *