Significado do Nome Dele Alli

Confira abaixo o significado do nome do futebolista inglês Bamidele Jermaine Alli, mais conhecido como Dele Alli. 

Bamidele é um nome masculino. No entanto, muitas vezes ele é escrito de forma errada. E tem muita gente que não sabe a pronúncia correta do nome. Os ingleses podem ter dificuldades em pronunciar Bamidele, que significa “Siga-me para casa”. 

Já o nome Ali, com um “L” só, significa nobre, alto e sublime. É um nome masculino, de origem árabe .

Contrato Até 2024 

O meia Delle Alli e o Tottenham oficializaram a renovação do contrato até o ano de 2024. Com apenas 23 anos, o jovem é uma promessa no futebol e se mostrou muito empolgado em continuar jogando pelos Spurs 

Sobre o clube, o jogador chegou a declarar: “Eu sou muito agradecido ao clube. O Tottenham tem sido fantástico pra mim, tem me ajudado muito a melhorar. Nós temos um grande técnico, um ótimo grupo de jogadores e eu não consigo me ver evoluindo tanto como jogador em nenhum outro clube”.

 Delle é contratado pelo clube inglês desde 2015, após ter se destacado na terceira divisão do mesmo ano. O jogador não demorou mostrar serviço e se destacar na equipe. 

Infância de Dele Alli

Quando tinha apenas 13 anos de idade, a mãe biológica de Dele Alli o deu para que outra família o criasse. Ele foi criado pela família de um de seus colegas do Tottenham. A sua mãe era alcóolatra. Danise Alli, que hoje tem mais de 50 anos de idade, lutava contra o álcool e era mãe solteira de 4 filhos. Ela percebeu que a única forma de o filho ter uma oportunidade como jogador era doando-o para que outra família o criasse. 

Denise, em uma entrevista ao The Sun, contou sobre a infância de Alli e falou também sobre a dura decisão de deixar seu filho com outra família para que ele desse andamento ao seu sonho de se tornar um jogador de futebol.  

Denise chegou a dizer que o filho dava trabalho, e que ela tinha muito receio de que ele fosse para o caminho errado, como já havia acontecido com outros meninos do mesmo bairro em que eles moravam. Ela queria que o filho vivesse em um lar saudável, onde ele pudesse ter mais esperanças de um futuro melhor. 

Denise disse: “Emocionalmente, foi de partir o coração, mas foi a coisa certa a se fazer. Eu tinha um problema sério com bebidas, desencadeado por uma infância infeliz. Eu era viciada em vodka, cerveja, qualquer coisa, por alguns anos. O Conselho Tutelar me visitou após reclamações de meus vizinhos sobre como eu estava criando meus filhos, mas eles nunca foram levados de mim”.  

Ela ainda emendou: “Eram tempos difíceis, muito difíceis. Eu tinha quatro filhos de quatro pais diferentes, mas nenhum dos relacionamentos durou”. Por fim, ela concluiu: “Eu sabia que essa era a única maneira de ele realizar seu sonho de ser um jogador de futebol. Foi difícil entregar meu filho, mas isso provou ser sua salvação. Estou muito grata pela maneira como as coisas acabaram acontecendo”. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Esportistas

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *