Biografia da Sandra Bullock

Conhecida por seus romances arrancadores de lágrimas e boas risadas, Sandra Bullock impressionou por ganhar o Oscar por um filme nem tão bom assim e uma atuação até mediana para os desempenhos anteriores, como no clássico Velocidade Máxima. Mas com uma carreira excelente, Sandra Bullock teve a premiação merecida.

Um Berço de Artistas

Sandra Bullock tem o talento no sangue. Filha de uma cantora de ópera alemã. Nascida em 26 de julho de 1964, morou a maior parte de sua infância no Estado da Virgínia, nos Estados Unidos. Mas com uma mãe com um talento tão incomum e valorizado, viajou bastante pela Europa na infância quando a mãe estava em turnê e até fez pontas no palco em óperas. Mais velha de duas irmãs, é a única atriz da família.

Formou no nível médio e buscou logo o seu sonho: ser atriz. Graduou-se em teatro na Universidade da Carolina do Norte e se mudou para Nova York capital, cidade centro de artes dos Estados Unidos e uma das mais conhecidas por lançar novos atores no mercado.

O Começo de Carreira Não foi Fácil

Até chegar a ser famosa, Sandra Bullock ralou bastante. Por muito tempo foi garçonete em Nova York, atendente de café e outros subempregos para custear suas aulas de teatro. Mas tanto esforço valeu a pena: foi para a Brodway, começo de muitos atores norte americanos, subindo ao palco para cantar e interpretar na peça No Time Flat, em 1988. Sucesso de crítica, sua interpretação foi notada e recebeu diversos elogios.

Já mais profissional, Sandra conseguiu um agente para conseguir papéis e testes melhores. Foi quando foi para a primeira vez para um programa de televisão, fazendo participações em shows famosos como a Mulher Biônica e o Cyborg e o Homem de Seis Milhões de Dólares.

Começando Como Atriz

Nos Estados Unidos há dois tipos de filmes: os voltados direto para a televisão, de baixo orçamento, e os que vão para as telas do cinema. Seria um fenômeno como os filmes que vão direto para DVD por aqui. O começo no cinema da querida Miss Simpatia foi assim: com um filme indo direto para a TV, Uma Secretária de Futuro. Mesmo depois de tanta força de vontade da atriz para conseguir o papel e o interpretar, o filme foi cancelado e sua estréia nos longa metragens adiada. O material gravado, porém, faz parte do primeiro portfólio e lembranças pessoais de Bullock.

Enquanto galgava um bom espaço no cinema, o currículo de Sandra Bullock foi andando e aumentando com filmes de baixo orçamento como Fire on the AmazonWho Do I Gotta Kill. Sempre elogiada por sua naturalidade com papéis de mulheres normais, estava apenas aguardando a sua chance para fazer um sucesso e começar a sua carreira como atriz de primeira ponta e contratos milionários.

O Primeiro Sucesso Veio na Década de 90

Com uma carreira de filmes memórias, o primeiro de Sandra Bullock veio com Demolidor, com Silvester Stallone. Depois de ter sido notada pelos figurões da industria de Hollywood, sua grande oportunidade chegou: foi convidada a estrelar o clássico dos clássicos em sua carreira, Velocidade Máxima. Ao lado de Keanu Reeves, a atriz interpreta uma jovem que teve o azar de estar em um ônibus controlado por terroristas. Com um papel de sucesso e sucesso nos cinemas, a carreira da atriz finalmente decolou.

A sequência Velocidade Máxima 2 não foi um sucesso esperado e trouxe ainda a atriz como protagonista, mas não teve problemas. As portas para os grandes filmes já estavam abertas, e a carreira de Bullock começa a decolar com papéis memoráveis para o cinema.

Logo em seguida veio outro clássico dos cinemas, Enquanto Você Dormia, um romance com toques engraçados ainda sucesso quando se fala na carreira da atriz. Com alto faturamento, a obra rendeu mais de R$ 85 milhões de dólares, abrindo espaço para mais bons convites no cinema, como A Rede, Quando o amor acontece, a jovem bruxa em Da Magia à Sedução, e até voz em animação em O Príncipe do Egito. 

Muitos sucessos de bilheteria e populares no Brasil fazem parte da filmografia da atriz como Miss Simpatia, A Proposta, Premonições, A Casa do Lago, Obsessão, dentre outros. Depois de dois anos fora dos cinemas, Sandra Bullock volta com seu maior sucesso, ao menos em premiação: Um sonho possível, que lhe rendeu um Oscar de Melhor Atriz.

Um Oscar Para Chamar de Seu

Em 2009 Sandra Bullock interpreta uma personagem marcante para a sua carreira: Leigh Anne Tuohy, uma mulher rica que resolve investir tanto em um jovem sem teto que acaba tornando-o sucesso de futebol americano. Baseado em uma história real, o filme rendeu à atriz um prêmio merecido, mas não no julgamento de muitos. 

A ironia da premiação de Sandra se deve ao fato de no mesmo ano a atriz ganhar o Framboesa de Ouro de pior interpretação do ano por Maluca Paixão, uma comédia divertida em que a atriz interpreta uma mulher com uma obsessão por seu amado que nem era amado. Super inteligente e escritora de cruzadinhas de jornal, Mary Horowitz foi considerado o pior filme da carreira da atriz.

Os críticos sugerem que a interpretação de Sandra Bullock por Um sonho possível não merece um Oscar, mas ela levou ganhou de ninguém menos que Merily Streep e outras três concorrentes de peso. Para os críticos de cinema, a premiação veio em agradecimento a diversos rendimentos que a atriz já deu à indústria do cinema, sendo uma estrela extremamente comercial. Foi um dos maires marcos da carreira da atriz que, emocionada, fez um discurso bem intenso quando subiu ao palco da premiação de 2010.

Sandra Bullock e o Amor

Com um currículo amoroso largo, Sandra ainda busca sua paixão de fato para a toda a vida. Já namorou o ator Tate Donovan,  Matthew McConaughey, Ryan Gosling e foi casada com  Jesse James proprietário da oficina West Coast Choppers. Depois de diversos casos do marido virem à tona na imprensa, a atriz se divorciou, mas adotou um bebê. Por enquanto o amor ainda não aconteceu para a atriz.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Atrizes

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *