Sófocles

Formação e origens

Sófocles

Sófocles

Sófocles foi um dos grandes dramaturgos da era de ouro do drama grego, vivendo entre 495 e 405 a.C. Filho de um rico mercador, ele vivia com todo o conforto oferecido pelo poderoso império grego. Estudou todas as artes e aos dezesseis anos já era conhecido por sua beleza e graciosidade, sendo escolhido para ser o principal entre um coral de garotos que celebraria a vitória de Salamina. Doze anos depois, com seus estudos completos, ele competia nas festas Dionisíacas – um festival anual no Teatro de Dioniso em que novas peças eram apresentadas.

Teatro e vida

Biografia

Biografia

Em sua primeira competição, em 468 a.C. Sófocles levou o primeiro prêmio, derrotando ninguém menos do que o próprio Ésquilo. Mais de cento e vinte peças seriam produzidas pelo dramaturgo desde então. Também um talentoso ator, Sófocles atuava em diversas de suas próprias peças, mas sua voz não era particularmente forte e eventualmente, ele desistiria de atuar para concentrar-se em outros assuntos.

Além de seus estudos teatrais, Sófocles serviu muitos anos como um sacerdote de Asclépio, deus da medicina. Também serviu ao Quadro de Generais, um comitê que administrava assuntos civis e militares em Atenas e durante algum tempo foi diretor da Tesouraria estatal, controlando os recursos da Liga de Delos.

Um dos mais inovadores no teatro foi o primeiro a adicionar um terceiro ator em cena. Também aboliu o formato de apresentação em trilogias, usado por Ésquilo, fazendo Ada uma de suas tragédias uma unidade em si, o que alterava o ritmo das suas obras e lhe oferecia outras possibilidades de construção dramática.

Obras

Sobre

Sobre

Das mais de cento e vinte peças de Sófocles, somente sete sobreviveram ao tempo. Destas, “Édipo Rei” é geralmente considerada seu maior trabalho. Sua tragédia sobre o destino explora as profundezas da psicanálise moderna quando Édipo sem saber mata seu pai e casa-se com sua mãe, na tentativa de escapar da própria profecia que ele leva a cabo. Uma obra prima de trama e suspense, “Édipo Rei” é freqüentemente intitulada a peça de “estrutura perfeita”.

Outra obra prima, “Antígona”, é a história de uma jovem de índole forte que recusa a se submeter às autoridades quando lhe é proibido dar um enterro adequado ao irmão. Ilustrando a luta do poder do estado contra a vontade do indivíduo, Antígona é um exemplo excelente para dramaturgos modernos que busquem exemplos de trabalhos com apelo social e político.

Na obra “As Traquínias”, Sófocles apresenta novamente um personagem feminino bem construído: Dejanira, esposa de Hércules. Porém seu maior drama com foco no personagem feminino provavelmente é “Electra”. Suas outras obras são: Ájax, Filoctetes e Édipo em Colono. Sófocles faleceu pouco depois da produção de “Édipo em Colono”, em 405 a.C.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Históricos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *