Bruno Senna

O piloto de Fórmula E, ex-piloto de Fórmula 1, Bruno Senna nasceu no dia 15 de outubro de 1983 na cidade de São Paulo. Sobrinho do piloto tricampeão de Fórmula 1, Ayrton Senna, Bruno, é filho de Viviane Senna. No ano de 2009 Bruno participou da Le Mans Series que é uma categoria de automobilismo com provas de duração mais longa realizadas com carros superesportivos.

A Carreira de Bruno Senna

A carreira de Bruno Senna no automobilismo teve início cerca de dez anos depois da morte do seu tio Ayrton Senna. No início Bruno participava de corridas de categorias menores e foi só em 2005 que passou para a Fórmula 3 numa equipe de porte médio apresentando bons resultados com algumas vitórias.

O ano de 2006 foi um ano excelente para Bruno uma vez que ele se tornou piloto de Fórmula 1 ao lado de Kimi Raikkonen. Nas suas três primeiras corridas conquistou três vitórias, contudo, como teve alguns problemas no seu carro e acabou incorrendo em alguns erros acabou ficando somente na terceira posição do campeonato daquele ano.

Formula GP2

A estreia de Bruno Senna na Fórmula GP2 se deu em 2007 e nesse ano ele teve uma vitória de prova além de três pódios em dez corridas. Nesse ano Bruno estava correndo pela equipe de ponta Arden Grand Prix. No ano de 2008 o piloto fez sua estreia na equipe ISport International que também foi a equipe de Timo Glock. Na classificação geral ele ficou em segundo lugar, a sua frente estava apenas Giorgio Pantano.

Le Mans Series em 2009

No ano de 2009 o piloto participou da Le Mans Series com a equipe Oreca e mesmo sem muita experiência com esse tipo de carro Bruno conquistou um bom resultado ficando na 3ª colocação na sua corrida de estreia – os 100 km da Catalunha que foram disputados em Barcelona.

Já entre os dias 31 de julho a 2 de agosto de 2009 o piloto participou da corrida dos 100 km de Algarve que foi a terceira etapa da Le Mans Series ainda pela equipe Oreca. Nessa corrida a dupla de Senna foi o piloto português Tiago Monteiro que é ex-piloto de Fórmula 1 e que participa do WTCC.

A Fórmula 1 e Bruno Senna

No ano de 2008 o piloto chegou a fazer testes com o carro da Honda, porém, no dia 5 de dezembro do mesmo ano a equipe anunciou que não faria parte da equipe. Já em 2009 o piloto foi anunciado como integrante da equipe espanhola Campos Grand Prix. Por causa de problemas financeiros essa equipe foi vendida para um empresário espanhol e passou a se chamar Hispania Racing.

Depois de ter passado por nove etapas o brasileiro não participou do Grande Prêmio da Inglaterra e em seu lugar participou o piloto japonês Sakon Yamamoto. Contudo, Bruno voltou a ser o titular da equipe nas outras corridas. Como o carro de Bruno não era páreo para os demais carros da competição ele acabou não pontuando e ficou em décimo quarto lugar no Grande Prêmio da Coreia do Sul.

Piloto Reserva

No ano de 2011 Bruno Senna foi anunciado como piloto reserva da Lotus Renault. Quando o titular, o piloto Robert Kubica, sofreu um acidente participando de um rali na pré-temporada Bruno foi cogitado para entrar em seu lugar, contudo, o piloto alemão Nick Heidfeld acabou sendo o escolhido.

Já no dia 24 de agosto o piloto foi confirmado como titular no Grande Prêmio da Bélgica no lugar de Heidfeld. O dia da corrida não foi muito bom para Bruno que largou em sétima posição, mas que na primeira curva colidiu com o carro de Jaime Alguersuari sendo punido durante a prova. Ele cruzou a linha de chegada na décima terceira posição.

Bruno foi confirmado como piloto titular da equipe quando houve rescisão de contrato com Nick Heidfeld no dia 2 de setembro de 2011. No dia 11 de setembro o piloto ganhou os primeiros pontos de sua carreira chegando em nono lugar no Grande Prêmio da Itália.

Williams

O anúncio de que Bruno Senna seria o piloto titular da Williams se deu no dia 17 de janeiro de 2012, ele ficou a vaga que era de Rubens Barrichello. A melhor colocação de Bruno foi conquistada no Grande Prêmio da Malásia, o sexto lugar. Depois de alguns meses conseguiu a volta mais rápida na etapa da Bélgica que ocorreu no circuito de Spa-Francorchamps, o seu tempo foi de 1:52.822.

Embora tenha conseguido bons resultados – foi melhor que o seu companheiro de equipe Pastor Maldonado – Bruno acabou sendo dispensado pela Williams logo no final da temporada e no seu lugar foi contratado o piloto finlandês Valtteri Bottas que até então era apenas o piloto de testes da equipe.

Outras Categorias

Quando percebeu que estava sem espaço na Fórmula 1, o piloto, decidiu investir em outras categorias da Europa. Ao fazer um teste com um Mercedes-Benz da DTM, Bruno, decidiu fazer parte do Campeonato Mundial de Endurance. Para quem não conhece essa competição é uma espécie de re-edição do emocionante Mundial de Esportes Protótipos que acontecia nas décadas de 1970 e 1980.

A criação dessa categoria se deu com base na Le Mans Series, Bruno participou dessa competição em 2009. Ao que tudo indica essa foi uma boa escolha já que Bruno conseguiu voltar a vencer e mostrar bom desempenho na categoria.

Fórmula E

O novo caminho escolhido por Bruno Senna é o da Fórmula E, ele participa do Campeonato Mundial de Fórmula E. Para algumas pessoas pode parecer que não é tão válido e pertinente participar de corridas que não sejam da Fórmula 1, mas não é bem assim. As demais categorias além de terem a sua complexidade a parte também necessitam de grande talento e dedicação.

O mais importante é encontrar uma competição em que o piloto se sinta incentivado a continuar se aprimorando e buscando novas vitórias. Nessas outras competições Bruno Senna mostrou que tem talento e que está muito além de somente se garantir pelo sobrenome do tio famoso. Durante algum tempo Bruno precisou conviver com as cobranças que exigiam que ele apresentasse os mesmos bons resultados de Ayrton além do preconceito de pessoas que acreditam que o seu nome foi o responsável por ele estar onde está.

Nascido no dia 15 de outubro  do ano de 1983 em São Paulo, Bruno Senna Lalli é um automobilista. Ele é sobrinho do tricampeão mundial da Fórmula 1, o grandioso Ayrton Senna. Em 2009, Bruno participou da Le Mans Series, onde disputava provas de longa duração com carros super esportivos.

Bruno Senna iniciou sua carreira no automobilismo somente dez anos depois da morte trágica do seu tio, Ayrton Senna. No começo, os resultados não foram bons. Ele atuou em categorias pequenas, em poucas corridas. No ano de 2005, atuando em uma equipe mediana na F3, obteve ótimos resultados, até mesmo chegando a vencer a corrida.

No ano seguinte teve resultados satisfatórios, quando correu pela equipe do atual piloto de WRC Kimi Raikkonen, conseguindo 3 vitórias em 3 corridas da temporada. Porém, houve erros do piloto e problemas no carro. Esses problemas o levaram a ficar em terceiro lugar na classificação final do campeonato. Em 2007, Bruno estreou na Formula GP2 quando também conquistou 3 pódios e uma vitória nas 10 corridas que participou, na equipe de ponta Arden Grand Prix.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Pilotos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *